Brian Houston deixou seu cargo como líder da Hillsong Church, revelando que permanecerá ausente pelo resto deste ano enquanto enfrenta alegações referentes a abusos sexuais cometidos por seu pai. Phil e Lucinda Dooley o substituirão como pastores interinos globais.

“No ano passado, eu recebi notícias inesperadas de acusações contra mim que alegam a ocultação de informações que podem ter sido materiais para processar Frank Houston. Essas alegações vieram como um choque para mim, e é minha intenção defendê-las vigorosamente. Então eu concordei em me afastar de todas as responsabilidades do ministério até o final do ano”, disse Houston no domingo.

Segundo The Christian Post, em agosto, a polícia anunciou que Houston estava sendo acusado de “ocultar crimes sexuais infantis” cometidos por seu pai em 1970. Em um comunicado, Houston expressou choque sobre as alegações e se disse inocente aceitando a oportunidade de esclarecer a situação.

Em uma declaração durante uma reunião do conselho em dezembro, Houston disse que o advogado da Hillsong aconselhou que seria ‘Boas Práticas’ para ele se afastar completamente da liderança da igreja durante o processo judicial, que possivelmente será retirado e tomará a maior parte de 2022.

O pastor Houston, que fundou a rede global de igrejas nos subúrbios de Sydney em 1983, anunciou que Phil Dooley e sua esposa, Lucinda, que atualmente estão liderando o ministério Hillsong na África do Sul, serão pastores seniores interinos.

Fonte: Gospel Prime