O regime ditatorial chinês avisou que estará com a Rússia em uma possível guerra contra a Ucrânia, depois de uma ligação entre os chefes diplomáticos.

Na conversa, o ministro das Relações Exteriores Wang Yi exigiu que o secretário de Estado Antony Blinken “pare de interferir”nos próximos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim e “pare de brincar com fogo”na questão de Taiwan.

“As preocupações razoáveis ​​de segurança da Rússia devem ser levadas a sério e resolvidas”, disse Wang Yi em comunicado de seu ministério. “Todas as partes devem abandonar completamente a mentalidade da Guerra Fria e formar um mecanismo de segurança europeu equilibrado, eficaz e sustentável por meio de negociações”, completou.

Blinken, por sua vez, alertou o diplomata chinês para “os riscos econômicos e de segurança global representados por novas agressões russas contra a Ucrânia e concordou que a desmobilização e a diplomacia são a maneira responsável de proceder”, disse seu porta-voz Ned Price.

Fonte: Gospel Prime